quarta-feira, novembro 5


Sou a noite
que cai soturna
enegrecendo seu céu
trazendo as carícias
para afagá-lo em mim
torturá-lo com malicia
e aos poucos, descortinar o véu
e devorá-lo em penumbra
sem pensar no fim...

Como estrelas faiscantes
meus olhos ficarão abertos
vigiando seu prazer
e no entardecer, de uma noite delirante
o seu corpo tão mais perto
será cena pra nunca mais esquecer...

E, finalmente
enquanto noite serena
meu braços
apertarem-no em um abraço
fazendo nossos corpos serem apenas um
brindaremos o anoitecer
faremos a noite de amor plena
e, por motivo nenhum,
deixarei amanhecer...


lara cardoso

Um comentário:

tekka_louka disse...

dificil ficar longe por muito tempo de um blog tão gostoso de se ler. é de se deliciar. 10 nota 10!

Quem sou eu

Minha foto
...sou uma mulher como todas do planeta, que merece amar e ser amada.

Arquivo do blog