segunda-feira, abril 14


No dia em que você
Entrou
pelo meu nariz
Numa gota
De lágrima
Ou de suor
Senti um gosto
Salgado

E deu no hemograma
completo
a sua fotografia
perdida
na minha
correnteza
sanguínea

Depois
nunca mais
Saiu de mim. ))


posted by Dedê Ranieri

Um comentário:

dedê ranieri disse...

Que lindo encontrar um poeminha meu por aqui! Valeu pela homenagem!
Um beijo,
Dedê Ranieri

Quem sou eu

Minha foto
...sou uma mulher como todas do planeta, que merece amar e ser amada.

Arquivo do blog